Vicente Leilões Vicente Leilões

NÃO PERCA A OPORTUNIDADE DE LICITAR LIVROS ÚNICOS

Em destaque

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 131

    VASCONCELOS, Mário Cesariny de - DRAMA.

     Porto. Sétima Face Edições. 2004. In-4º de (2), (36) fls. Br.

    Valorizada com um desenho original e dedicatória autografa do autor a pincel e tinta. Apresentação de Bernardo Pinto de Almeida. Coordenação de José da Cruz Santos e direcção gráfica de Armando Alves. As 36 folhas impressas frente e verso. Acompanhado de uma serigrafia. Pertence a tiragem de cento e cinquenta exemplares, este com o número (79/150), assinada e numerada pelo artista no final e acondicionada em uma pasta. Edição autenticada com a chancela do autor da obra e assinada por Bernardo Pinto de Almeida, Armando Alves e José da Cruz Santos. Edição especial, lançada por ocasião dos 50 anos do surrealismo em Portugal, em homenagem a Mário Cesariny de Vasconcelos. Monumental caixa em pele vermelha assinada e datada pelo Mestre Império Graça 2006, com artísticos ferros a ouro na lombada, pastas e seixas. Guardas em seda. Considerados por muitos dos melhores encadernadores de Portugal de todos os tempos.

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 125

    SILVA, José de Seabra da. (Marquês de Pombal). - DEDUCÇÃO CHRONOLOGICA E ANALYTICA PARTE PRIMEIRA, na qual se manifestão pela successiva serie de cada hum dos Reynados da Morarquia Portugueza, que decorrêrão desde o Governo do Senhor Rey D. João III. até o presente, os horrorosos estragos, que a Companhia denominada de Jesus fez em Portugal, e todos seus Dominios, por hum Plano, e Systema por ella inalteravelmente seguido desde que entrou neste Reyno, até que foi delle proscripta...

    e expulsa pela justa, sabia, e providente Ley de 3. de setembro de 1759 dada à luz pelo Doutor Jozeph de Seabra da Sylva Desembargador da Casa da Supplicação, e Procurador da Coroa de S. Magestade....

    Lisboa. Na Officina de Miguel Manescal da Costa, Impressor do Santo Officio, 1767 (a 1768). 4 Vols. In-4º Encs em 3.

    Primeira edição. Rara. Coleção completa, composta de 2 volumes com a Deducção e 2 com as Provas. Contem junto com frontispício próprio " PETIÇÃO DE RECURSO..." e 2 ALVARAS no final. Célebre obra de propaganda da autoria do Marquês de Pombal, elaborada para justificar a perseguição aos Jesuítas e para incitar os restantes soberanos a imitarem os actos do rei D. José. O esforço para denegrir os feitos da Companhia de Jesus torna a obra inverosímil e mesmo contraproducente para sensibilidades do nosso tempo. No entanto a Dedução é percursora da construção de «lendas negras» que viriam a ser utilizadas na afirmação de potências dominantes e na justificação de actos de violência e agressão, pois estabeleceu o paradigma das obras de propaganda negativa, com acusações pessoais e falsidades chocantes, que se tornaram regra nas lutas ideológicas dos últimos 250 anos.

    Esta obra é uma das mais importantes fontes para o conhecimento das ideias políticas e dos métodos de exercer o poder do Marquês de Pombal. Apesar de no frontispício constar o nome do autor (Seabra da Sylva) a autoria desta obra esteve sempre envolvida em polémica e é por muitos atribuída ao Marquês de Pombal. Bem conservados. Belas encadernações inteiras de pele vermelha com o super-libros da casa Real portuguesa gravado a ouro nas pastas e elegantes ferros a ouro nas lombadas e pastas. Corte de folhas marmoreado.

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 106

    PINTO, Albano da Silveira. - RESENHA DAS FAMILIAS TITULARES E GRANDES DE PORTUGAL. Tomo I (e tomo II).

    Lisboa. Empreza Editora Francisco Arthur da Silva. 1883 (e 1885). 2 Vols. In-4º Encs.

    Edição primitiva. Rara. Após a morte do autor esta obra foi continuada pelo Visconde Sanches de Baena. Ornada com brasões no texto. Revestidas de bela encadernação em inteira de pele com ferros a ouro nas lombadas e o brasão de Portugal nas pastas da frente. Dourado por folhas.

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 98

    PALHARES. - COSTUMES DE PORTUGAL.

    Lisboa. 1865 (?). In-4º. 30 estampas. Enc.

    Tal como Henrique de Campos Ferreira Lima, no seu estudo Costumes Portugueses, não encontramos também quaisquer referências ao autor destas primorosas litografias. A colecção completa consta de 60 estampas, que descrevemos: 4 - Mulher vendendo carvão na Cidade do Porto. 5 - Pobres recolhidos nos Asilos de Mendicidade. 6 - Ceifeira da Provincia do Minho. 7 - Vendedor de cestos e condessas em Lisboa. 8 - Homem e mulher dos arrabaldes do Porto, vindo da romaria do Senhor de Maozinhos. 9 - Mulher do Porto vendendo uvas de cima do Douro 10 - Pescadores de Ílhavo. 11- Servente da Companhia dlo gaz. 12 - Saloios em dia de festa. 14 - Condutoes de tôjo de Alcochete. 15 - Algarve, remador do bergantim real. 16 - Adela em Lisboa. 17 - Homem da Cidade de Braga. 18 - Homem e mulher d'Ovarr. 20 - Villão ou camponez da Ilha da Madeira. 21 - Mulher vendendo capaxas em Lisboa. 22 - Homem da Covilhã, Portalegre &c. vendendo brixe em Lisboa. 23 - Mulher d'Aveiro vendendo mexilhões e ovos molles.  24 - Pastor do Alemtejo. 25 - Homem da Ilha do Pico. 26 - Mulher de da Ilha do Pico. 27 - Aguadeiro sa Cidade do Porto. 28 - Banheiro na Cidade do Porto. 29 - Lavadeira saloia. 30 - Vaqueiro. 31 -Lavrador da Ilha de S. Miguel. 32 - Camponezes da Ilha de S. Miguel. 33 - Mulher da Cidade de Braga. 35 - Almocreve. 49 - Villoa ou Camponesa da Ilha da Madeira.  30 litografias, finamente coloridas à mão. É sem dúvida dos mais belos álbuns de costumes portugueses. Algumas gravuras com mais manchas de acidez que outras. Encadernação da época em meia pele com falta de pedaço na lombada.

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 97

    PACHECO, Francisco Pinto. - TRATADO DA CAVALÁRIA DA GINETA, COM A DOUTRINA DOS MELHORES AUTORES.

    Lisboa. Na officina de Ioam da Costa. 1670.In-8º de [16], 210, [1] págs. Enc.

    Edição original de um raro tratado de cavalaria ilustrado no texto com seis xilogravuras de página inteira e uma de pormenor. O autor era cavaleiro da Ordem de Cristo e capitão-mor da cidade de Tânger, onde nasceu. A partir da página 181 é incluído um capítulo intitulado "Arte e destreza de tovrear". Exemplar com falta do raríssimo retrato equestre do autor, ausente na maioria dos exemplares conhecidos. O catálogo de Fernando Palha dá a seguinte indicação: «Livre raro. Manque le Portrait qu'on trouve dans quelques exemplaires». Inocêncio, III, p. 37 (a obra raramente aparece no mercado). Arouca, P6. Pequena assinatura e mancha de tinta no frontispício, e Ex-libris de Vieira Pinto em carimbo na folha seguinte. Encadernação meia de pele

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 90

    MUNDO PORTUGUÊS. IMAGENS DE UMA EXPOSIÇÃO HISTÓRICA. 1940.

     Lisboa. Edições S.N.I. (1956). In-4º Enc.

    Monumental edição. Prefácio de Eduardo Brasão. Direcção gráfica do pintor Manuel Lapa. Texto de Gustavo Matos Sequeira. Fotografias de Amadeu Ferrari, António Santos d’Almeida Júnior, Carvalho Henriques, Fernando Vicente, Horácio Novais, João Martins e Mário Novais. Ilustrado a negro e a cores. Bem conservado. Encadernação editorial em tela, com a sobre-capa.

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 85

    MAXWELL, W. H. - LIFE OF FIELD-MARSHAL HIS GRACE DUKE OF WELLINGTON. Fourth edition. Vol. I (ao III)

    London. Henry G. Bohn. 1845. 3 Vols. In-8º. Encs.

    Coleção completa. Bela edição ilustrada em separado com gravuras, mapas, planos de batalhas. Encadernações inteiras de pele.

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 79

    LINSCHOTEN, Jan Huygen van. - ITINERARIUM; Ofte Schip-Vaert Naer Doost Ofte Portugaels Indien... Junto com: REYS-GHESCHRIFT Van De Navigatien Der Portugaloysers in Orienten... Junto com: BESCHRIJVINGE Vande Gantsche Custe van Guinea, Manicongo, Angola, Monomotapa en tegen over de Cabo de S. Augustijn in Brasilien.

    Amesterdam. 1644. 3 Vols. In-fólio de [8],160, [8],13-147, [90] págs. Encs em 1.

    Rara. Edição posterior de um dos grandes clássicos da literatura de viagem antiga (originalmente publicado em 1596). Com 3 frontispícios gravadas, e trinta e três (de trinta e seis) gravuras de página dupla, uma das quais colorida a mão, três mapas (de seis). Com falta do retrato de Linschoten, 2 gravuras e 3 mapas. São raros os exemplares completos de gravuras.

    A primeira parte, o Itinerarium, relata as experiências de Linschoten durante mais de uma década nas Índias Orientais antes de retornar à Holanda para escrever seu livro. Este é o melhor relato daquela era das rotas de navegação para as Índias Orientais e os estabelecimentos portugueses na Índia, nas Ilhas das Especiarias e no sudeste da Ásia. Desde o momento de sua publicação até o final do século seguinte, Linschoten foi uma ajuda essencial para os navegadores nas Índias Orientais, e seu livro fez dele "a principal figura geográfica na Holanda renascentista" (Penrose). Linschoten escreveu três obras separadas. As três são sempre encontradas juntas, embora tenham páginas de título e paginações separadas em todas as edições. A segunda seção, intitulada Reys-Gheschrift Van De Navigatien Der Portugaloysers In Orienten...Als Ook Van De Gantsche Custen Van Brasilien...Item Van't Vaste Land Enn Die Voor Eylanden Las Antilas Ghenaemt, Van Spaensch Indien, fornece instruções de navegação para as Índias Orientais, bem como para o Brasil e as Índias Ocidentais. A terceira seção, Beschrijvinge Vande Gantsche Custe Van Guinea...En Tegen Over De Cabo De S. Augustijn In Brasilien..., descreve a costa da África e a navegação no Atlântico Sul, bem como o Brasil. Todas as partes contêm informações sobre a América, embora a maior parte esteja concentrada na segunda e terceira partes. Cronologicamente, esta é a penúltima edição de Linschoten, a última aparecendo em 1663. Encadernação da época em pergaminho com alguns defeitos

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 72

    KINSEY, W. M. - PORTUGAL ILLUSTRATED; IN A SERIES OF LETTRES. Emblellished with a map, plates of coins, vignettes, modinhas, and various engravings of costumes, landscape scenery, &c. Second edition.

    London. Treuttel and Würz, Treuttel Jun. and Richter, 1829. In-4º de XXVIII, [1], 564 págs. Enc.

    2ª edição. Rara. A primeira publicou-se em 1828. Ilustrada como frontispício gravado e 25 gravuras, e 1 mapa que representam vistas de monumentos, usos e costumes, grafia musical, etc. As gravuras dos costumes portugueses são a cores. Encadernação da época em meia de pele. Com capa de brochura. Duarte de Sousa, 386.

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 67

    HISTÓRIA DA LITERATURA PORTUGUESA ILUSTRADA. Publicada sob a direcção de Albino Forjaz de Sampaio. Volume Primeiro (ao Volume Quarto).

     Paris-Lisboa. 1929 (a 1942). 4 Vols. 4º. Encs.

    Edição monumental, impressa sobre papel couché e ilustrada com centenas de gravuras, no texto e em separado, algumas a cores. Encerra colaboração de Afonso Lopes Vieira, Fidelino de Figueiredo, Fortunato de Almeida, José Joaquim Nunes, José Leite de Vasconcelos, Amzalak, Reinaldo dos Santos, Vitorino Nemésio, Damião Peres, etc., etc. Encadernações inteiras de pele, com artísticos ferros a ouro nas lombadas e pastas. Capa pasta com um desenho original diferente. Muito rara quando acompanhada do 4º volume. Bem conservados.

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 64

    GUIZOT, M. - L'HISTOIRE DE FRANCE. Depuis les temps les plus regulés jusqu'en 1789. Racontée a mes petits-enfants. Tomo premier (ao Tome Cinquième).

     Paris. Librairie Hachette. 1872 (a 1877). 5 Vols. 4º Encs.

    Bela edição ilustrada a negro e a cores, com gravuras retratos e mapas. Com picos de acidez com de costume. Encadernações editoriais em marroquin, com ferros a ouro nas lombadas e pastas. Dourados por folhas.

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 59

    (GRANADA, Frei Luís de). - LA VIE DE DOM BARTHELEMY | DES MARTYRS, RELIGIEVX DE L'ORDRE DE S. DOMINIQVE, ARCHEVESQVE DE BRAGVE EN PORTUGAL. Tirée de son Histoire écrite en Espagnol & en Portugais par cinq Auteurs, dont le premier est le Pere Louïs de Grenade. AVEC SON ESPRIT ET SES SENTIMENS pris de ses propres Ecrits.

     Paris. Chez Pierre Le Petit. 1663.In-4º de [44], 874, [1] págs. Enc.

    Edição original desta tradução atribuída a Pierre Thomas de Fossé (1634-1698) e Louis Lemaître de Sacy. Para além de Fr. Luís de Granada, a edição inclui textos de Fr. Luís de Cácegas, Fr. Luís de Sousa, D. Rodrigo da Cunha e Luis Muñoz. Ilustrado com um belo retrato de D. Fr. Bartlomeu dos Mártires em talha doce. Bem conservado. Boa encadernação inteira de pele com ferros a ouro na lombada e pastas.

    Palau, 320788

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 47

    DIARIO LISBONENSE. Nº1 (ao 71).

    Lisboa. Impressão Regia. 1809. In-8º de (286) págs. Enc.

    Raro e primeiro jornal diário em Portugal. A sua publicação perduraria até ao nº 119 de 31 de maio de 1813. que surgiu no fim da primeira invasão francesa em Portugal. O entrosamento do jornal com a cidade a permitir um contributo cultural e político para o conhecimento da cidade de Lisboa do início do século XIX. Fundado por Estevão Brocard foi comerciante, político e escritor nascido no Brasil, Pernambuco, e que desde 1806 permanecia na capital, fazendo representações contra as autoridades de Rio Grande do Sul junto da Real Junta do Comércio, e negociando a mercadoria retida no seu bergantim Pensamento d’América. O que a informação e documentação disponíveis revelam, o diário confirma. Logo no primeiro número começou a publicação da legislação referente ao Brasil que tinha começado em 1808, com a chegada do príncipe regente e da Corte àquela, então, colónia portuguesa, como a antevisão da passagem do Brasil a reino autônomo. Sendo publicado na íntegra no nº4, o Decreto que liberalizava o comércio nos portos brasileiros, até então na dependência do comércio e comerciantes portugueses, como intermediários entre o Brasil e o resto do mundo. O primeiro diário em português era um jornal da sua época que procurava, na medida do possível, divulgar os acontecimentos europeus, americanos e nacionais, que afetavam diretamente o dia a dia dos portugueses. A situação de guerra europeia era mais uma das ondas de choque que Revolução francesa provocara, sobretudo, ao nível dos princípios e de uma ligação constante entre pensamento e ação, com consequências no tempo político e cultural, que se refletiam e eram refletidos nos periódicos transmitindo nova maneira de estar no mundo. Encadernação meia de pele.

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 33

    CONDER, Josiah. - THE MODERN TRAVELLER. The Modern Traveller. A Description, Geographical, Historical, and Topographical, of the Various Countries of the Globe. In Thirty-three volumes.

     London. Thomas Tegg and Son. S.data. 33 Vols. in-8º Encs.

    Coleção completa e difícil de reunir. Ilustrada com gravuras e mapas. A coleção divide-se da seguinte forma: Vol. 1: Palestine; Vol. 2 e 3 : Syria etc.; Vol. 4: Arabia; Vol. 5 e 6: Egypt etc.; Vol. 7 - 10 : India; Vol. : 11 : Burma etc.; Vol. 12 e 13 : Persia etc.; Vol. 14: Turkey; Vol. 15 e 16 : Greece; Vol. 17 : Russia; Vol. 18 e 19: Spain etc.: Vol. 20-22 : Africa; Vol. 23 e 24 : América.; Vol. 25 e 26 : México etc.; Vol. 27 : Colômbia; Vol. 28 : Peru etc.; Vol. 29 e 30 : Brasil etc.; Vol. 31 até 33 : Italy. Os volumes 19 e 20 com capítulo sobre Portugal. Bem conservados. Boas encadernações inteiras de pele.

  • 0 Licitações
    Valor base:

    Lote 24

    CASTELLO BRANCO, Camillo . - AMOR DE PERDIÇÃO. (Memórias duma familia). Reprodução fac-similada do manuscrito, em confronto com a edição crítica, segundo plano organizado e executado sob a direcção de Maximiano de Carvalho e Silva; estudo prévio histórico-literário de Aníbal Pinto de Castro. Real Gabinete Português de Leitura-Rio de Janeiro.

     Porto. Lello & Irmão. 1983. In-4º de LXXVII, 645 págs. Br.

    Ilustrada. Edição especial para ofertas, este com o nº 9 destinado ao Ministro Dr. Jorge José de Borja Araújo Freitas. Encadernação editorial em napa com ferros a ouro na lombada e pastas. Acondicionado em caixa-estojo próprio.

A Carregar Informação
Go Top